GASTRONOMIA DE PORTUGAL

Receitas, História e Eventos!

Catacuzes: 3 receitas com a planta que cresce nos campos do Alentejo

As labaças (Rumex crispus L.) pertencem á família das Poligonáceas, existem mais de 200 espécies do género Rumex, Rumex, Rumex obtusifolius, de folha mais larga, Rumex acetosa também conhecida por erva azeda ou espinafre limão, ou sorrel em inglês e oseille em francês. É uma planta vivaz, nativa da Europa e África, cresce espontânea um pouco por todo o lado, em lameiros, terrenos incultos, beiras de caminhos, searas, tornando-se muitas vezes invasora e difícil de erradicar devido às suas raízes profundas

Pode atingir 1 metro de altura, apresenta caule floral rígido e robusto, folhas alternas com nervuras centrais avermelhadas, raiz espessa, rugosa e amarela ao corte, daí o seu nome inglês ser também yellow dock. Cheiro acre e sabor amargo.

Esta planta silvestre tem tanto interesse fito terapêutico como culinário, para fins terapêuticos utilizam-se tanto as folhas como as raízes e para fins culinários somente as folhas.

A sopa de labaças com grão era um prato comum na dieta dos árabes, mencionada num tratado antigo como calmante para o estômago. No Alentejo é ainda hoje muito comum a sopa de labaças com feijão. São ainda conhecidas pelo nome de catacuzes, ruibarbo-selvagem ou paciência aquática.

Esparregado de Catacuzes

Ingredientes:

  • 1 molho grande de catacuzes
  • 2 dl de azeite
  • 4 dentes de alho
  • 1 molho de coentros
  • 100 g de farinha de trigo
  • 1 folha de louro
  • sal q.b.
  • 1 colher e 1/2 de sopa de vinagre

Confecção:

Corte os pés aos catacuzes, lave-os muito bem. Ponha um tacho ao lume com água temperada de sal. Quando começar a ferver deite dentro os catacuzes. Deixe ferver durante 10 minutos, depois escorra-os num passador. Entretanto, pise os alhos com os coentros.
No mesmo tacho que cozeu os catacuzes deite o azeite, ponha ao lume com os coentros e alhos pisados, deite a folha de louro, deixe refogar um bocadinho. Junte os catacuzes já bem escorridos mexendo tudo. Junte a farinha, misture bem.
Adicione o vinagre, mexa tudo e rectifique o sal e dê a volta para ficar com o feitio de um rolo. Sirva como acompanhamento de peixe frito.

Feijão com Catacuzes

Ingredientes:

  • 2 molhos de catacuzes
  • 5 dl de feijão-manteiga ou catarino
  • 1 molho grande de coentros
  • 2 pés de poejos
  • 1 cabeça de alho
  • 2 dl de azeite
  • colorau doce (facultativo)
  • sal
  • fatais de pão alentejano
  • Confecção:

Prepare as catacuzes cortando-lhes o pé mas não a nervura. Lave em água corrente ou em várias águas. Deite o feijão não demolhado na panela de pressão, cubra-o com água fria e leve ao lume sem fechar a panela.
Assim que levantar fervura, junte 2 bons copos de água fria. Feche a panela e deixe cozer 45 minutos. Introduza as catacuzes em água abundante a ferver, deixe levantar fervura e escorra rejeitando a água.
Junte os catacuzes ao feijão já cozido e junte também os coentros e os poejos muito picadinhos, os alhos pelados e esmagados e o azeite. Pode juntar aqui um pouco de colorau.
Tempere com sal e deixe cozer até os catacuzes estarem bem macios. Disponha as fatias de pão alentejano nos pratos e deite a sopa por cima.

Sopa de Favas com Catacuzes e Queijo de Cabra

Ingredientes:

  • 1 molho de catacuzes
  • 500 g de favas
  • 1 cebola
  • 3 dentes de alho
  • poejos q.b.
  • 1 queijo de cabra
  • azeite q.b.
  • 8 fatias de pão de trigo
  • Confecção:

Estufam-se as favas e quando estiverem quase prontas juntam-se os catacuzes e o queijo de cabra. Para as sopas, se necessário, acrescenta-se mais um pouco de água.
Rectificam-se os temperos. Serve-se a sopa sobre as fatias de pão.

fonte:https://www.vortexmag.net/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *