GASTRONOMIA DE PORTUGAL

Receitas, História e Eventos!

Sopa de Feijão-Verde e Segurelha (“barquinhos”)

Quando eu era criança chamava-lhe “sopa de barquinhos”, alusão directa à forma ovalada das finas lâminas de feijão-verde,

cada uma um navio de imaginárias frotas que iam decorando a borda dos pratos dos mais novos, eu e as minhas irmãs, a minha mãe a ralhar que a sopa era para comer e não para batalhas navais.

Mais de meio século depois, este é um sabor que continua a povoar as minhas refeições de tempo quente, quando aparece a indispensável segurelha

e o feijão-verde deixa de ser marroquino e de estufa. Como todos os pratos verdadeiramente tradicionais, não obedece a uma receita mas sim a uma ideia que lhe dá forma, a maneira de cortar o feijão, um puré de legumes com uma latitude de variação enorme, a segurelha que, quando faltava, era substituída por hortelã. É assim a cozinha tradicional na sua expressão mais verdadeira, a que vai acontecendo, geralmente numa linha familiar de imitação/inovação sem ligar às “fixações”, com que alguém num dia qualquer decidiu que era aquela a receita que ia ficar como cânone.

  • Ingredientes:
  • Feijão-verde
  • Batata
  • Cenoura
  • Alhos
  • Azeite
  • Sal e pimenta
  • Segurelha fresca

  • Preparação:
  • Leve a ferver em água e sal todos os ingredientes excepto o feijão e a segurelha. Reduza a puré.

Elimine as pontas dos feijões-verdes, agrupe-os em molhos de quatro ou cinco feijões e corte-os transversalmente em lâminas de 2-3mm de espessura (os barquinhos).

Junte ao puré o feijão laminado

e uns raminhos de segurelha fresca,

deixe cozer até o feijão estar tenro, rectifique temperos e sirva.

Fonte: https://outrascomidas.blogspot.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *