GASTRONOMIA DE PORTUGAL

Receitas, História e Eventos!

Vinho dos Mortos

Vinho dos Mortos é uma velha tradição Portuguêsa que data do início do século XIX.

Esta história leva-nos até ao ano de 1809, altura em que as tropas francesas, comandadas pelo general Soult, invadiram pela segunda vez Portugal.
Quando os franceses invadiram a região, o povo, com medo que estes lhes pilhassem as suas colheitas e os seus outros bens, escondeu o que conseguiu, usando das formas mais expeditas: o vinho foi enterrado no chão das adegas, no saibro, debaixo das pipas e dos lagares.

Mais tarde, depois dos franceses terem sido expulsos, os habitantes recuperaram as suas casas e os bens que restaram.
Ao desenterrarem o vinho, julgaram-no estragado.
Porém, descobriram com agrado que estava muito mais saboroso, pois tinha adquirido propriedades novas.
Era um vinho com uma graduação de 10º/11º, palhete, apaladado, e com algum gás natural, que lhe adveio da circunstância de se ter produzido uma fermentação no escuro e a temperatura constante.

Por ter sido “enterrado” ficou a designar-se por “Vinho dos Mortos”

Por ter sido “enterrado” ficou a designar-se por “Vinho dos Mortos” e passou a utilizar-se esta técnica, descoberta ocasionalmente, para melhor o conservar e optimizar a sua qualidade.
Assim, nasceu uma tradição de “enterrar” o vinho pelo menos durante um ano, que se foi transmitindo de geração em geração.

fontes: wikipedia & http://passadocurioso.blogspot.pt/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *