GASTRONOMIA DE PORTUGAL

Receitas, História e Eventos!

Grande “Caldeirada” está aqui a ser armada!

Valerá sempre a pena um passeio a pé pela avenida junto ao mar. Depois… é ir à procura de porto seguro para a Caldeirada.

Caldeirada não tem de implicar uma grande diversidade de peixes. E nada (mesmo nada!) que tenha a ver com a ideia – quase generalizada nos nossos restaurantes – de uma verdadeira misturada dos mesmos!

Prato de subsistência dos pescadores, surgia – ao longo da nossa costa – frequentemente confeccionada com um único peixe. Quem nunca provou uma caldeirada de safio feita a preceito… não sabe o que anda a perder.

A designação do prato tinha tão somente a ver com o caldeiro onde entravam o peixe, as batatas e todos os outros comparsas desta maravilhada cozinha portuguesa.

Fica aí a receita. Para experimentar.
(Se conseguir bom peixe..!)

Ingredientes:
• 1,2 a 1,5 kg de peixe(tamboril, safio, raia e cherne) • Amêijoas • 2 cebolas • 2 dentes alho • 2 tomates maduros de bom tamanho • 1 pimento • 1,5 dl de azeite • 3 dl vinho branco • 1 kg batatas • 1 ramo salsa • Louro •

Preparação:
• Colocam se as amêijoas no fundo do tacho e vão se pondo, às camadas, rodelas de cebola, de batata, de tomate, pimento às tiras e os peixes aos bocados depois de terem sido previamente amanhados, lavados e salgados.
• Deita se o azeite e o vinho branco e deixa se cozer em lume brando, rodando o tacho, em vez de mexer, para não desmanchar o peixe.
• Quase no fim da cozedura junta se o ramo de salsa.
• No caldo, depois de passado pelo passador e acrescentando água, coze se a massinha.

(Retirada de “Receitas e Sabores dos Territórios Rurais”, editado pela Minha Terra – Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local, disponível em bit.ly/1NlkqxU)

Fonte: Gastrofolias e https://descobrirportugal.pt/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *