GASTRONOMIA DE PORTUGAL

Receitas, História e Eventos!

Cozido Barrosão é Especial!

Com aquelas batatas e choiriças…

Cozido barrosão é prato confraternizado e saboreado com companhia. Pode ser família numerosa ou grupo de amigos. Mas é sempre festa e celebração!

Em terras de Barroso, sai um cozido Barrosão! Alheira e chouriças de fumeiro caseiro, pernil do porco que correu pelas canadas, a vaca pastoreada nos lameiros, as couves da horta, as batatas de Montalegre… Sem contemplações ou fastio. Mas sempre com muita gente á volta.

A confecção do cozido barrosão começa de véspera: Na noite anterior colocam-se as carnes, com meia cura, de molho em água fria.
Para entender a receita… é melhor aprender o significado de algumas expressões:

• Arroz de “nada” – designação local para o arroz branco, apenas cozido.
• Cortar em camponesa – cortar ao meio e depois em tiras transversais.
• Peituga – o peito do porco ou das aves.
• Bucheiras – nome que se dá aos enchidos feitos com sangue de porco, coração e carne com gordura
• Meia cura – estádio intermédio do método dito de “curar”, significando o processo de secagem de queijos, carnes, chouriços e outras iguarias.

E o que é que acham? Para um almocinho ou um jantarinho frugais?
Se andarem pelas bandas de Montalegre, está feito: É só ir ao restaurante!
Se não andarem… fica aqui a receita.
Mas o mais difícil será conseguir aquelas carnes, aquelas couves e aquelas batatas barrosãs…

RECEITA DE COZIDO BARROSÃO (Montalegre)

Ingredientes (para 8 a 10 pessoas):
• 2 bucheiras • 2 linguiças • 1 salpicão • 3 sangueiras ou chouriças de sangue • 1orelha de porco com meia cura • 1 pedaço de focinho de porco com meia cura • 2 pés de porco com meia cura • 2 pernis de porco • 2 rabos de porco com meia cura • 1/2 kg de carne da peituga entremeada com meia cura • 1/2 kg de vitela • 1 frango caseiro • Batata • 1 couve troncha ou repolho • Cenoura • Arroz de “nada”q.b. •

► Glossário:
• Arroz de “nada” – designação local para o arroz branco, apenas cozido.
• Cortar em camponesa – cortar ao meio e depois em tiras transversais.
• Peituga – o peito do porco ou das aves.
• Bucheiras – nome que se dá aos enchidos feitos com sangue de porco, coração e carne com gordura
• Meia cura – estádio intermédio do método dito de “curar”, significando o processo de secagem de queijos, carnes, chouriços e outras iguarias.

► Preparação:
• Na noite anterior colocam-se as carnes com meia cura, de molho, em água fria.
• Cozem-se as carnes todas juntas, exceto as sangueiras, que são escaldadas à parte, para que o seu gosto ativo não estrague o paladar dos demais ingredientes. Durante a cozedura, verifica-se o sal das carnes.
• Corta-se a couve e coze-se na água das carnes, para ficar macia. Cozem-se as batatas a as cenouras à parte.
• Cortam-se as carnes em pedaços e servem-se, bem quentes, em travessas.
• À parte as batatas, as cenouras, a couve e o arroz, também a fumegar.

(Retirada de “Receitas e Sabores dos Territórios Rurais”, editado pela Minha Terra – Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local, disponível em bit.ly/1NlkqxU)

Fontes: https://descobrirportugal.pt/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *